Resenha: Juntos e Sem Destino, de Giovana C. Soares

Eu sou uma leitora desconfiada. Eu vou lendo o livro com muita atenção, com meus neurônios prontos para detectar algum problema no enredo, algum deslize de gramática. E, infelizmente, encontrei ambos em “Juntos e Sem Destino”.



O livro conta a história do improvável casal Leila e Henrique. Ela é sonhadora. Ele é mulherengo, irresponsável, e inalcançável. Em uma festa eles se beijam e transam, mas na manhã seguinte presenciam um assassinato. A partir de então têm de fugir do assassino, que está eliminando as testemunhas do crime uma a uma.
Vamos aos pontos positivos e negativos do livro:

Pontos positivos:

  • A autora tem um vocabulário amplo, embora cometa alguns deslizes (“cavalheiro” em vez de “cavaleiro”, “intensão” e a “uncle boot” que deveria ser “ankle boot” – afinal, “uncle boot” significa “bota do tio”).
  • Momentos de suspense: com assassinato e perseguição na trama, os momentos de tensão eram aqueles que mais me agradaram durante a leitura.

Pontos negativos:

  • Poucas descrições no suspense: o suspense foi a melhor coisa do livro, mas poderia ter sido muito melhor. A autora poderia ter utilizado descrições e metáforas para construir um clima de suspense e chegar a um ápice, para então solucionar o problema.
  • Furos na história: na crítica de filmes e séries, este defeito é chamado de ‘plothole’.  Um furo em especial me incomodou (cuidado com o SPOILER!!):

Depois de uma breve perseguição de carro que acaba em um acidente, Leila e Henrique vão parar no hospital. Vendo que estão correndo grande perigo, eles são forçados a ir para a Europa e usar identidades falsas. Além disso, o acidente automobilístico serve apenas para que Leila perceba que não consegue viver sem Henrique.
O problema é que, pouco depois de chegar à Europa, Leila descobre que está grávida – ou seja, ela já veio grávida do Brasil. Mas, se ela sofreu um grave acidente de carro, que a obrigou a usar um colar cervical, como ela não perdeu o bebê com o impacto do acidente? E mais: ela foi examinada no hospital, como nenhum médico percebeu que ela estava grávida?


Eu pensei que ficaria incomodada com as cenas hot, pois não costumo ler livros deste gênero. Entretanto, elas não me incomodaram tanto quanto os clichês românticos e o suspense que poderia ter sido mais bem construído.
A autora Giovana C. Soares é jovem, iniciante, e já apresenta bom vocabulário. Se ela trabalhar o suspense e fugir das situações óbvias, certamente terá ainda muito sucesso.

O veredicto: 2 minions!


REGULAR!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Blogagem coletiva: 5 coisas que eu quis ser

Resenha: Morada das Lembranças, de Daniella Bauer

Quiz: qual personagem você é?